Tag de navegação

dica de restaurante

Experiências Restaurantes

Nino Cucina, São Paulo

Oiiii meu povo! Que saudade de aparecer por aqui pra trazer dicas e contar as minhas experiências! Sei que demorei, mas finalmente vim cumprir minha promessa e trazer uma dica de um restaurante maravilhoso em SP!

Tudo bem.. eu sou suspeita. A história que eu tenho com esse restaurante é muito especial, principalmente porque foi lá que fui pedida em casamento. De qualquer forma, o Nino já tinha virado uma paixão por aqui. A comida e o ambiente são deliciosos! Tudo de muita qualidade e bom gosto. E a taça de vinho é GIGANTE, sério! (Inclusive, se alguém souber onde encontra uma taça desse tamanho, me conta! Já quero pra minha casa hahah).

O Nino tem dois ambientes e ambos são muito agradáveis. No interior do restaurante, a decoração é toda diferentona com estilo antigo e meio industrial. Já o ambiente externo tem um ar mais badalado. As mesas ficam na calçada mesmo e cercada de pessoas em pé enquanto esperam lugar.

Esse é, definitivamente, um ponto importante a se tratar quando falamos do Nino: o restaurante está SEMPRE lotado. A fila de espera é em torno de 2 horas, para mais, por isso eu realmente aconselho você a fazer uma reserva quando quiser visitá-lo! Assim, não tem erro… É chegar e sentar! (ps. é importante dizer que eles só fazem reserva para às 19 horas, que é o horário em que o restaurante abre!)

Agora, vamos falar da melhor parte: a comida! Trouxe pra vocês alguns pratos que comi em algumas visitas ao restaurante e também a entrada que sempre pedimos e que você também precisa pedir quando for lá!

Essa entradinha é surreal de tão boa.. você pode pedir os itens separados, mas se não quiser errar, vai nessa: pãozinho (vem até quente!), presunto de parma e burrata! Adicione um azeite e pronto: combinação perfeita!

De prato principal, em uma das visitas comi esse angus acompanhado de legumes, batatinha, salada e farofa. Juro que foi a melhor farofa que eu já comi, e esse prato é uma ótima opção pra não enfiar tannnto o pé na jaca hahah eu estava bem focada na dieta nessa época! #sdds

Numa outra vez, experimentei uma massa: tagliolini com manteiga caseira de trufas negras, cogumelos e gema de ovo. Esse aqui foi definitivamente meu favorito! Eu amo trufas e o sabor delas estão presentes nesse prato, junto aos cogumelos! Se você for lá pela primeira vez, peça esse prato! 🙂

Também já experimentei o clássico Carbonara… pra quem não gosta muito de experimentar sabores diferentes, é um pedido que não tem erro! De sobremesa, comi apenas uma vez o doce mais tradicional da casa, chamado “Torta della Nonna”. Vale muito experimentar, é maravilhoso! (infelizmente não tenho foto desses 2!)

Pra finalizar, é interessante deixar claro que o Nino Cucina é um restaurante que ficou bem famoso em SP nos últimos tempos, a qualidade é inquestionável e, portanto, o preço não é dos menores. Mas pelo o que o restaurante tem a oferecer, acaba sendo justo e valendo a pena!

Não saio tanto em São Paulo porque dificilmente vou pra lá, mas sempre que vou tento encaixar uma visita ao Nino! 😉 Pra saber mais sobre o restaurante, você pode clicar nesse link e, se você conhece melhor a capital, me deixa nos comentários dicas de restaurantes por lá.. eu vou amar!

É isso, gente! Espero que tenham gostado e até o próximo post! ♥

Experiências Restaurantes Sem categoria Viagens

Almoço no Rio Sena

Oie! Tudo bem com vocês? Voltando aqui em pleno sabadão pra compartilhar um passeio legal e delicioso que fizemos em Paris em maio desse ano! Na época, compartilhei alguns detalhes com vocês nos stories e hoje vou deixar tudo registrado aqui no blog. 🙂

Descobrimos pela internet esse cruzeiro turístico da empresa Bateux Parisiens que foi super bem recomendado. Como faríamos poucos passeios programados, resolvemos fazer a reserva pela internet. O “cruzeiro” acontece em um barco todo de vidro, de onde podemos avistar diversos pontos turísticos de Paris e dura cerca de 1 hora. Foi bem legal porque ao longo do caminho há diversas explicações e curiosidades a respeitos dos lugares em que passamos.

Além de turístico, se trata de um passeio gastronômico. São servidos pratos de uma culinária bastante exótica e requintada (até demais hahah) mas muito deliciosa. Eu sou bem suspeita em relação a isso porque AMO experimentar sabores e texturas diferentes daquilo que estou acostumada a comer.

Começaram nos servindo um champagne rosé acompanhado de umas castanhas e amendoins temperados e pães. Uma coisa que achamos bem legal foi a quantidade de bebida oferecida (tudo incluso no preço pago!). Foram 2 taças desse champagne, 2 taças de vinho branco que acompanharam nossas entradas e 1 garrafa de vinho tinto! (obviamente saí de lá bem alegre hahah)

Essas foram nossas entradas. O primeiro prato era de camarões marinados e legumes à grega. O segundo, peixe selado com crosta de castanhas e caponata de legumes. Estavam bem gostosos e, tinham sabores bem diferentes daquilo que estamos acostumados.

Essas foram nossas escolhas para o prato principal. O Thiago fez uma escolha bemmm exótica: bochecha de vaca confitada. Por incrível que pareça, era um prato delicioso (dividimos tudo pra cada um conseguir experimentar pratos diferentes!). A minha escolha foi um salmão grelhado que era acompanhado de vegetais e um caldo de manteiga branca. Era uma delícia se não formos considerar esses grãos (?) verdes hahahah.

À direita, o vinho tinto servido. Era francês e pelo que pesquisei, produzido de uvas Merlot e Cabernet Sauvignon. À esquerda, uma saladinha com queijo brie servida após os pratos principais. Não sei o porquê de servirem isso após o almoço, mas aparentemente é algo comum por lá.

E, por último, as sobremesas. Não sei exatamente do que se trata essa sobremesa, mas eram realmente muito gostosas. Uma mistura de sabores ácidos e doces com texturas bem diferentes. Uma era de chocolate, mousse de cacau e sorvete de framboesa e, o outra, de sorvete de morango e gelato de iogurte.

Como vocês puderam perceber, esse foi (mais) um dia de muuuita comilança e birita! O passeio valeu muito a pena porque era muito bem servido, tanto nas refeições quanto bebidas. O preço, entretanto, era bem salgadinho. Pagamos cerca de 190 €.

De qualquer forma, eu com certeza recomendaria a fazê-lo se você for para lá! 🙂

Por hoje, é só. Reviver tudo isso dá muita saudade dessa viagem maravilhosa… mas logo logo tem mais, ainda bem! 😀 Espero que tenham gostado e até o próximo post! ♥

Experiências Restaurantes

Cesar Restaurant, Paris

Oi! Voltei pra falar de coisa boa (comida, óbvio! hahah). Sem dúvidas, sendo em viagens ou não, uma das coisas que mais gosto de fazer é conhecer restaurantes. Comida boa, vinho e muita conversa jogada fora… difícil encontrar programação melhor que essa.

Sabendo disso, claro que em Paris não poderia ser diferente. Antes de ir, pesquisei muitos restaurantes mas esse, em específico, foi descoberto pelo Thiago! Cesar Restaurant tem um ambiente bem aconchegante, é relativamente pequeno e, para garantir nosso lugar, ligamos no dia mesmo para fazer uma reserva.

Começamos, como sempre, escolhendo um vinho. Como não entendemos muito sobre, quando estamos em restaurantes pedimos sempre vinhos de alguma uva já conhecida por nós, pra não ter erro! Cabernet Sauvignon e Merlot são escolhas que nunca nos decepcionam.

Pra acompanhar, decidimos experimentar uma entradinha e fomos na clássica Bruschetta com tomates, mussarela, azeite, alho e parmesão! Eu particularmente amo bruschetta, acho que cai super bem com vinho e é uma ótima opção pra abrir o apetite…. inclusive até fiz uma versão de bruschetta de outro sabor em um jantar com amigos (Helô e Luis, pra variar). Um dia desses posto a receita! Mas enfim, a escolha no restaurante foi ótima porque estava uma delícia!


Pra não perder o costume, tirei foto do cardápio (quase) inteiro! Acho legal que assim vocês conseguem ver todas as opções disponíveis no local e os valores de cada item, também. Achei o cardápio do restaurante bem completo, com opções para todos os gostos! Deem uma olhada…

Pra ser sincera, a vontade era experimentar um pouco do cardápio todo! hahah nunca é fácil escolher os pratos em restaurantes como esse, principalmente porque sabemos que não vamos voltar nele tão cedo… infelizmente!

Acabei pedindo uma massa preparada com molho de tomate e carne de vitela! Essa na verdade foi a primeira vez que experimentei vitela e, pelo menos como acompanhamento da massa, achei uma delícia! O Thi pediu um clássico carbonara que não tirei foto! (ele agradece, já que quase toda vez a comida esfria até eu conseguir uma foto digna hahah)

Comemos tanto esses dias na viagem que nesse em especial não tínhamos condições de pedir sobremesa, então esses foram nossos pedidos! Vinho + entrada + prato principal 🙂

Sobre o preço, esse foi um dos restaurantes mais caros da viagem (o valor médio das nossas refeições era entre 30 à 40 euros o casal), mas porque tinha uma qualidade diferenciada e fama também… o que conta muito, já que alguns famosos frequentam o lugar.

Não tivemos a sorte de encontrar ninguém, mas valeu demais a experiência pela qualidade da comida, atendimento e ambiente proporcionado. Saímos satisfeitos e com aquela vontade de quero mais! Se você quiser saber mais sobre o restaurante, dá uma olhadinha na página do Instagram deles que é super atualizada! @cesar.restaurant

Para finalizar, tivemos o prazer de conhecer o dono que super topou tirar uma foto com a gente! Além de tudo, ele foi super simpático 🙂

E fim! Esse foi mais um dia de comilança sem limites na Europa hahah já sinto saudades :p

Espero que vocês tenham gostado e até o próximo post! Beijos ♥

Experiências Restaurantes

La Sala, Fortaleza

Em março desse ano eu e minha família decidimos nos encontrar para passar um tempinho juntos. Pra quem não sabe, meu pai e minha irmã moram em Fortaleza, no Ceará. Como lá é um destino maravilhoso para se visitar (demos sorte hahah) decidimos eu e minha mãe irmos até lá e passar uns dias em um resort na praia de Cumbuco, uma cidade ao lado da capital.

Como meu pai não se hospedou no resort com a gente, saímos de lá em uma noite para podermos jantar todos juntos! Procuramos na internet e achamos esse restaurante que despertou nosso interesse: La Sala.

Como a intenção era aproveitar pra colocar o papo em dia, pedimos algumas entradinhas antes do prato principal. Para acompanhar, pedi uma taça de vinho e meus pais e irmã tomaram cerveja.

A primeira entrada foi um atum selado envolto no gergilim com tartare. Acompanhava um molho de wasabi bemmm saboroso e levemente picante. Uma delícia!

Meu pai (como de costume) pediu um ceviche, e esse era feito com o peixe sirigado. Como normalmente os ceviches levam salmão ou peixe branco, achamos bem interessante a opção do restaurante. Experimentei e era realmente muito gostoso!

Para o prato principal, foi sugerido um prato novo que ainda não estava disponível no cardápio e todos nós decidimos prová-lo: um filé de costela acompanho de legumes e batatas souté. A carne estava muito gostosa e a porção era muuuito bem servida (olha o tamanho da carne!).

O único defeito que encontramos (observado pela minha irmã e concordado por mim hahah) foi que em todos os pratos pedidos havia pimenta vermelha, o que acabou deixando os temperos muito parecidos! Seria mais interessante se cada prato tivesse um tempero porque teríamos mais variedade de sabor. De qualquer forma, todos os pedidos eram gostosos!

Fiz uma foto do cardápio pra vocês verem as outras opções que haviam disponíveis e também pra terem uma noção dos valores de cada prato! Infelizmente, esqueci de tirar foto da conta! 🙁

Para finalizar, o ambiente era bem aconchegante, com poucas mesas e, como tínhamos feito reserva, ficamos em uma sala praticamente privada!

Particularmente eu adorei o restaurante e a comida, então valeu a pena ter ido conhecer! Sobre o preço, percebo que os restaurantes de Fortaleza são consideravelmente mais baratos do que os do estado de SP se formos comparar lugares com estilos parecidos.

Enfim, por hoje é só! Espero que tenham gostado e aguardem os próximos posts de dicas de restaurantes! ♥

Beijos, Ma.

Experiências Restaurantes

Théo Medeiros, Campinas

Aproveitamos o final de semana em Campinas para jantar no Théo Medeiros, um dos restaurantes mais tradicionais de lá. A fama é tanta que eles seguem uma política bem particular: só aceitam como forma de pagamento dinheiro ou cheque (aposto que usam isso pra despertar a curiosidade e atrair clientes). E dá certo! hahah

Fomos com um casal de amigos e, como de costume, pedimos um vinho e jogamos conversa fora! Pra quem não entende nadinha de vinho como nós (só entendemos de beber mesmo!) a dica é escolher a uva que mais agrada a todos: cabernet sauvignon. O nome do vinho era Mancura e era bem gostosinho e com um preço legal!

Não pedimos nenhuma entrada porque não estávamos com tanta fome e queríamos saborear mesmo o prato principal!

Então, para o jantar, eu e o Thiago escolhemos o prato de sugestão do Chef do dia: um filé mignon com foie gras ao molho de cogumelos acompanhado de risoto trufado de parmesão e aspargo. A carne estava sensacional e, particularmente, eu adoro o sabor suave das trufas no risotto. Helô e Luis foram de filé mignon recheado com brie e risoto de castanhas e frutas secas. (Esse foi o prato que eu pedi a primeira vez que fui ao Théo Medeiros, é muito bom também!)

De sobremesa, nossas escolhas foram as mesmas: Brownie de chocolate, nozes e doce de leite com calda de framboesa. Eu não esperava que essa combinação daria tão certo (não é atoa que se trata de um chef renomado, né? rs). Foi uma das melhores sobremesas que eu já comi 🙂 Recomendo!

Para quem tem curiosidade de saber como é o cardápio e quais os preços, vou compartilhar umas fotos no menu e do valor total que ficou nossa conta!

Resumindo, o ambiente do restaurante é uma delícia e super agradável. A comida é maravilhosa e fomos muito bem atendidos nas duas vezes que fomos. Por isso, acho que o preço é justo e que vale o investimento! hahah

Espero que tenham gostado e até o próximo post! ♥

Beijos, Ma.

Experiências Restaurantes

Vapiano, Ribeirão Preto

Embora eu tenha voltado a morar em Bebedouro, acabo indo para Ribeirão toda semana para alguns compromissos. Aproveito a ida até lá para tentar conhecer e almoçar em alguns lugares diferentes e com ambientes gostosos para trabalhar! (Como trabalho de dentro da minha casa, procuro pelo menos 1 vez na semana trabalhar fora para ver gente hahah).

O que eu mais gosto do Vapiano é o ambiente, que é bem espaçoso e arejado. Tem muita luz natural e as mesas são quase todas compartilhadas… É bem comum encontrar pessoas com seus notebooks, aproveitando o local para passar um tempo resolvendo coisas.

Fui no Vapiano a primeira vez com uma amiga e, na segunda, pedi praticamente o mesmo prato: uma SUPER salada, cheia de folhas e vegetais! A escolhida foi a chamada “Reef’n Beef” que serve filé mignon e camarão em um mix de folhas e legumes grelhados, cobertos com molho caseiro de rúcula e mostarda.

O prato é muito bem servido e saboroso. O único “contra” é que, na minha opinião, o molho da salada vem em grande quantidade, o que acaba deixando ela meio pesada. Mas acredito que pedir para o molho vir separado já resolva o problema… farei isso da próxima vez!

A variedade de pratos e estilos de comida é também uma qualidade do lugar: eles servem saladas, massas, pizzas e risotos. Então é um lugar bem fácil de agradar a todos!

Outro detalhe interessante é que o restaurante é num estilo de restaurante de shopping… você chega, escolhe o seu prato e realiza o pedido diretamente no balcão. Fica pronto bem rápido e você mesmo já leva para sua mesa.

Sobre o preço, infelizmente não tirei foto da conta mas lembro que ficou por volta de R$40,00 ou R$45,00. Considerando que pedi apenas uma salada e uma água com gás, entendo que não é um lugar dos mais baratos, mas sem dúvida o ambiente e o porção bem servida faz valer cada centavo!

Por hoje é só… espero que vocês tenham gostado. ♥

Aguardem os próximos posts e até mais!

Beijos, Ma